A pior capa de todos os tempos

Romeo and Juliet, Arden Edition

There never was a cover of more woe

Than that of Juliet looking at the glow.

Sempre que vejo uma coisa dessas, fico pensando no processo inteiro. Um editor encomendou a capa a um artista. O artista fez a capa e achou-a boa o suficiente para entregá-la ao editor, que por sua vez aprovou-a. Por fim, a capa deve ter sido aprovada por algum editor acima do primeiro. E será que ninguém disse em nenhum momento que Julieta estava parecendo uma criatura hipnotizada por algum extraterrestre? Se essa ainda fosse a capa de O dia em que os zumbis marcianos chegaram à Terra, vá lá. Mas logo da edição Arden? O pior é que eles são reincidentes. Tenho uma edição mais antiga (feita pelo mesmo Brian Gibbon) e a capa já era assim. Errare humanum est, perseverare diabolicum.

As You Like It

Romola Garai in As You Like It

Poucos filmes me deram mais alegria recentemente do que a versão de Kenneth Brannagh para As You Like It.

Nada como filmar Shakespeare de maneira surreal: o filme se passa no Japão (apesar de quase não ter atores com cara de japonês), a luta inicial de Orlando é de sumô etc. O clima, enfim, é o mesmo da adaptação de Brannagh para Much Ado About Nothing. Só que neste As You Like It você pode ver Romola Garai de quimono…