O poder, de Bertrand de Jouvenel

Foi publicada a tradução brasileira de Du Pouvoir, e eu mesmo adoraria de ter tempo de lê-la e de comparar suas teses com as de Achever Clausewitz, que traduzi recentemente.

Apesar de correr o risco de ser pessimamente interpretado por causa da brevidade, arrisco dizer que o subtítulo da obra de Jouvenel, que fala na história “natural” do crescimento do poder, me é deveras simpático. Vezes muitas tenho a impressão de que mesmo nós liberais concordamos sem perceber com premissas que levam inevitavelmente ao crescimento do Estado. Mas isso é só uma hipótese com que venho trabalhando.

Autor: Pedro Sette-Câmara

www.pedrosette.com