Católicos se defendem da mácula da Inquisição, ou: Mimimi Cósmico

Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgais, sereis julgados; e com a medida com que medis vos medirão a vós. (Mateus VII, 1-2)

Coletei alguns exemplos de textos de católicos tentando deixar claro que a Inquisição foi um abuso que não deve ser considerado na avaliação do catolicismo, e que o verdadeiro católico é um anjo de pureza e de bondade, um agente incorruptível do Bem contra o Mal, e que toda reação contra ele é uma reação do próprio Satanás, cujas exalações de enxofre são sentidas à mais remota distância. Sob a aparência de um debate, esses católicos nada mais fazem do que tentar preservar a pureza de sua própria diferença em relação a este mundo podre e decaído. É Natal! É hora da verdadeira conversão!

…repetindo o erro clássico de querer classificar as mulheres de acordo com seus preconceitos.

Cynthia Semíramis

***

…quando homens emitem “opiniões” sobre o feminismo, elas não costumam vir embasadas em bibliografia ou sequer em escuta da experiência das mulheres narrada por elas próprias. Arma-se alguma capenga simetria entre machismo e feminismo, decreta-se que “as” feministas são isso ou aquilo e encerra-se o assunto sob viseiras, em geral acompanhado de algum choramingo contra “elas”, que são “radicais” ou “patrulheiras” (confesso que “barraqueira” eu ouvi pela primeira vez esta semana), sem que nenhum esforço tenha sido despendido na escuta do outro, neste caso na escuta da outra.

Idelber Avelar

***

A mim parece que, se se confirma que a Anna Ardin de fato montou esta presepada por má fé, a despeito de sua auto-declaração, não pode ser jamais considerada feminista, pois agir em egoistamente em interesse próprio não é ser feminista.

Barbara O.

***

Passei a usar isso como termômetro: só considero progressista, revolucionário, libertário de fato quem não tem atitudes machistas ou, mais ainda, tem atitudes anti-machismo.

Mari Moscou

***

Feminismo é a busca por direitos iguais para as mulheres.

Machismo é a dominação do homem sobre a mulher.

Os dois termos não são, nunca serão, não podem ser análogos. É uma falsa simetria. É como reclamar de não haver um Dia da Consciência Branca.

Portanto, falar que “as feministas são tão ruins quanto os machistas” só expõe, mais uma vez, o seu próprio machismo.

A feminista mais radical não tem como ser pior do que o machista mais brando. Por definição, é impossível.

(…)

Feminista radical não existe. Ao reclamar da patrulha das feministas radicais, por mais delicadamente que seja, você está apenas expondo seu machismo. E todo mundo está vendo.

(…)

Se você encontrar um grupo de comunistas que defende o sexo com cavalos, isso não quer dizer que o comunismo seja uma ideologia que defenda o sexo com cavalos. Isso quer dizer apenas que AQUELES comunistas defendem o sexo com cavalos – válida ou não, essa postura não tem nada a ver com o comunismo per se.

Alex Castro

Autor: Pedro Sette-Câmara

www.pedrosette.com