Crimes políticos x crimes religiosos

Fulano mata e rouba porque quer implantar o socialismo / quer uma outra mudança qualquer de regime / quer a separação política de um território.

Sicrano mata e rouba porque ofenderam sua religião.

E ainda podíamos falar em Beltrano que mata e rouba porque mexeram com sua identidade protegida (gay, o que for).

Mas não era para ser tudo crime comum?

Ou vamos aceitar o argumento da legítima defesa, desde que seja a defesa de algo que tem prestígio social?

Autor: Pedro Sette-Câmara

www.pedrosette.com