Ainda a crise

Há alguns dias, reagi a um texto de Luís Fernando Veríssimo que falava que os liberais não protestavam quando o Estado salvava empresas citando alguns links.

Desde aquele dia, veio o plano do bailout e veio sua (gloriosa) rejeição pelo congresso americano. Mas o festival de besteiras não acabou. Às vezes parece que estou lendo uma revista marxista dos anos 60, dizendo que “o capitalismo se encontra em sua fase final” e denunciando a ganância dos empresários. É verdade, mas falta denunciar a ganância dos políticos também… Na verdade, é justo dizer que a marca distintiva de quem não consegue sequer distinguir os fatos é dizer que essa é uma crise do liberalismo, quando é uma crise do intervencionismo, da promiscuidade entre governo e empresários.

Deixo o leitor com mais links sobre o assunto:

Autor: Pedro Sette-Câmara

www.pedrosette.com