Duas entrevistas de Tom Stoppard

No programa de um sujeito chamado Charlie Rose.

O vídeo tem uma hora, e os primeiros 30 minutos são com Tom Stoppard.

Esta entrevista aconteceu quando sua peça The Invention of Love estava sendo montada na Broadway. A peça fala de A. E. Housman, poeta e latinista inglês e está cheia de discussões filológicas. Mas, como sabemos, ser “difícil” é a coisa mais democrática que existe. Condescendência é tirania.

Das peças de Stoppard que li (nunca vi nenhuma), é a minha favorita.

Aqui Tom Stoppard só aparece aos 19m35s, mas é a melhor entrevista. Sugestão: deixe o YouTube ir carregando o vídeo até o final e depois pule até a parte que interessa. Foi o que eu fiz.

Stoppard fala mais de sua então mais recente produção encenada em NY, The Coast of Utopia. Talvez os leitores já tenham reparado que pus, há um bom tempo, um link para o site da peça aí na barra. Também traduzi dois trechos da trilogia – a qual, aliás, está à venda na Livraia Cultura: Voyage, Shipwreck, Salvage.

E se você ficar tão vidrado no assunto dos revolucionários russos quanto eu fiquei, certamente vai querer isto – o livro que inspirou Tom Stoppard.

Autor: Pedro Sette-Câmara

www.pedrosette.com