Quando isso vai acontecer no Brasil?

Em Durham, na Carolina do Norte, os jogadores do time de lacrosse da Duke University deram uma festa e contrataram duas strippers. Por acaso, elas eram negras. Uma tinha problemas com álcool, além de ser bipolar. Chegou tarde, trabalhou só por quatro minutos, desmaiou. Levada para a delegacia, o promotor literalmente decide que ela foi estuprada e a convence a dar este depoimento. Os jogadores ganham fama de estupradores, são suspensos, e o reitor da universidade decide acabar com o time. Mais de um ano depois, acontece o certo: o promotor perde o emprego, o equivalente americano da carteirinha da OAB (isto é, a licença para advogar) e passa um dia na cadeia. Os jogadores processam Duke.

Acompanhei a história na New Criterion e hoje o Opinion Journal publicou um belo resumo.

Autor: Pedro Sette-Câmara

www.pedrosette.com