Bruno Tolentino, vencedor do Jabuti de poesia

Nesta terça, liga-me cedo o Martim para dizer que assistira à apuração dos votos do Prêmio Jabuti e que Bruno Tolentino ganhou o de poesia. Mas como, segundo as regras da Câmara Brasileira do Livro, autor falecido ganha mas não leva, o primeiro lugar foi transformado em homenagem póstuma.

Na segunda tivemos uma bela homenagem a Bruno Tolentino aqui no Rio, na livraria DaConde. Para quem não pôde ir, eis-me aí recitando o que recitei naquela noite.

Pedro lendo Bruno Tolentino

Leitura de “E lhe cantei então este acalanto”: 3m04s

[audio:acalanto.mp3]

Autor: Pedro Sette-Câmara

www.pedrosette.com