Jeremy Clarkson contra os motoristas lerdos

Jeremy Clarkson, meu atual articulista favorito em qualquer continente, hoje no Sunday Times verbaliza impressões profundas que há muito existem no meu coração. Tive que traduzir:

Estou falando de gente que dirige devagar deliberada e voluntariamente quando não há a menor necessidade.

Essa gente sempre carrega 1km de motoristas exasperados atrás de si e, como seus carros têm espelhos, é claro que eles sabem disso. Então o que é que eles estão pensando enquanto se arrastam a 50km/h? Se eles dessem alguma bola para a segurança, o bem-estar e a felicidade dos demais usuários das estradas, simplesmente iriam para o acostamento para deixá-los passar. Isso eles nunca fazem. Eles sabem que estão segurando o mundo inteiro. E simplesmente não estão nem aí.

Então, que raio de gente é essa? Bem, é claro que eles têm vidas tão tediosas e vazias que não se importam de perder tempo dirigindo para todo lugar na metade do limite de velocidade. Eles ficam entediados em casa e por isso entram no carro e saem dirigindo.

E eles também não têm muita idéia de onde estão indo, então acham que podem ficar enrolando para ver se chegam o mais tarde possível. Para essa gente, estar num Corsa a 40km/h é a coisa mais interessante que vai acontecer o dia todo.

Aponte alguém que dirige devagar e eu apontarei um chato impossível. Alguém cuja vida é vazia, superficial e sem sentido. Mas não só.

Essa gente é também profundamente desagradável. São uns bitolados que querem impor suas crenças e seu estilo de vida a toda a humanidade. É uma gente com um distúrbio de personalidade que os torna anti-sociais e se manifesta em comportamento amoral desprovido de empatia ou remorso. E essa é a definição do dicionário de psicopata.

Eis aí uma dica muito útil para a polícia.

Autor: Pedro Sette-Câmara

www.pedrosette.com