Chega de superpoderes

Meus dias têm sido muito mais agitados do que eu gostaria. Não pude acompanhar a votação na França; apenas fiquei sabendo do feliz resultado. Os franceses não querem a Constituição da União Européia. Eu também não. Muitos estados nacionais já parecem maiores do que deveriam ser, e a idéia de um estado supranacional é inteiramente pavorosa. Ao menos em tese, apóio todos os movimentos separatistas: quanto mais o poder político for fragmentado, disperso e contraposto a outros tipos de poder, melhor. Ecce boa parte de meus desejos de cidadão.

Boa noite a todos.

Autor: Pedro Sette-Câmara

www.pedrosette.com