A idade das trevas

Protegidos de todo desconforto,
acompanhando as guerras com pipocas,
ergueis a voz em tom acusatório,

inflexível, sentindo-se os feridos,
odiando os puritanos que condenam
com sua simples vida os vossos hábitos –

que fazem deles um tabu insuportável.
À noite, de roupão, frente ao espelho,
escutais a voz do anjo que sussurra:

“Quereis juntar-vos à promotoria
no dia do Juízo? Tendes o hábito
já formado, o desejo e a intenção…”

E a causa impessoal das estatísticas,
deusa dos hierofantes de jaleco,
prometendo incontáveis redenções

brilha como um destino irreversível.
“Tudo é tão científico. Tão claro.
Qualquer pessoa esclarecida sabe.”

Autor: Pedro Sette-Câmara

www.pedrosette.com