Meus dias de Sebastian Arrurruz

III

Quero fritar os ovos do seu jeito.
A gema dura. Como se isso fosse
trazer você aqui. Eu não respeito,
é claro, a sua ausência. Nem o doce
que apodrece esperando por você.

Não sei quanto eu agüento sem te ver.
Os objetos afetam seu silêncio,
estão fingindo que você vem logo.
Que eu não tenho razão de ficar tenso.
Os objetos não sabem que eu me afogo

na imensa solidão do corpo aflito.

Nota: uma dia, quem sabe, eu posto o resto..

Autor: Pedro Sette-Câmara

www.pedrosette.com